13 de nov de 2014

de tanto mergulhar
nos teus braços
já não sei onde
nem como
nem quando
tornou a brilhar
a estrela
dos nossos dias
das nossas noites

só me lembro
bem
e bastante que
não só a estrela esquenta
não só a brisa refresca
mas meu abraço
abraça o mundo

quando junto
as pontas e as raízes
arestas e fechaduras
guardando pra nós
os nossos nós
aquilo que nos une

Nenhum comentário:

Postar um comentário